MESMO SEM O JORNAL JJ PAGAR SALÁRIOS E DIREITOS COMO DIZ A LEI, A CÂMARA DO MUNICÍPIO RESOLVEU HOMENAGEÁ-LO

Nesta quinta-feira (8), mais outro gráfico do Jornal de Jundiaí (JJ) pedirá à Justiça do Trabalho o direito de demitir o seu patrão para garantir os seus direitos, já que a empresa não cumpre mais com várias obrigações trabalhistas. Atrasa sistematicamente até salário, mesmo após o fato ter sido questionado pelo Ministério Público do Trabalho. Não paga FGTS, além de outros problemas. Devido a essas e mais irregularidades, esse já será o 5º gráfico que, desde o fim de 2017, pedirá a rescisão indireta do local, através do setor Jurídico do Sindicato da classe (Sindigráficos). O jurídico do Sindicato tem sido muito acionado pelos gráficos do JJ nos últimos anos, como oito deles demitidos pelo jornal em 2016, sem pagar nenhum direito, sendo preciso acionar o Poder Judiciário para garanti-lo. Uma audiência de um desses ex-funcionários será inclusive realizada no dia 19 próximo. Apesar disso, a Câmara Municipal de Jundiaí  resolveu desconsiderar toda essa afronta aos trabalhadores-eleitores da cidade e aos direitos trabalhistas deles, homenageando o JJ há poucas dias.

A homenagem feita pela Câmara de Vereadores aos atuais diretores da empresa, em passagem aos 53 anos de existência do Jornal de Jundiaí, foi realizada na sessão ordinária da Câmara no dia 20 do último mês.

Na ocasião, foi realçada inclusive sobre novidades do jornal e do Portal JJ e dos desafios da publicação para o futuro. No dia da homenagem, uma nota no próprio jornal dizia “Tanto no papel quanto na internet, o JJ está mais moderno, mas com o mesmo espírito de quando surgiu: ser o elo de ligação com toda a população da Região de Jundiaí.

O Sindigráficos nada tem a opor quanto a modernização e sucesso do jornal, aliás, tem torcido para que isso de fato ocorra, não esquecer inclusive que os trabalhadores contribuíram muito para manter o JJ por todos esses 53 anos de sua existência. “Mas não haverá modernidade alguma se o jornal não honrar com o pagamento do salário e demais direitos trabalhistas de seus empregados, que são cidadãos da região além de trabalhadores”, fala Jurandir Franco diretor do Sindigráficos.

A Câmara de Vereadores de Jundiaí deveria voltar a sua atenção para os inúmeros problemas da cidade e da região, convocando a população para debater as questões da Saúde, Educação, Transportes, Moradia e demais setores públicos. Ademais, se tiver de homenagear alguma empresa que sejam aquelas que de fato contribuem com o emprego dos cidadãos do município e que cumprem todas suas obrigações legais.