SINDICATO COBRA ESCRITÓRIO CONTÁBIL DE GRÁFICAS PARA QUE MAIS GRÁFICOS TENHAM FERIADO MAIOR OU MAIS DINHEIRO

Embora o próximo feriado nacional seja só em setembro, muito gráficos têm o direito de elevar o dia do feriado sem redução salarial. Foi o que já ocorreu este ano para gráficos de várias empresas da região. O feriado-ponte mais recente elevou o feriado de Corpus Christi no final de maio. E mais gráficos têm reivindicado este direito após saberem que existe na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da classe. Os gráficos da SR Soluções, em Valinhos, passaram a cobrar. O direito é garantido a todos que compensaram horas durante os dias da semana do então feriado de Tiradentes. Como não era preciso compensar para evitar o trabalho naquele sábado, pois 21 de abril (sábado) era feriado, a gráfica precisa agora pagar 7h20 horas-extras, ou, à depender do caso, dar o feriado-ponte. O  Sindicato da categoria (Sindigráficos) acredita que ainda existe mais gráficos nestas condições. Denuncie AQUI. O sigilo é garantido! 

Foi somente através das denúncias dos gráficos da SR Soluções que o Sindicato pode entrar no caso e reivindicar o pagamento da hora-extra. “A CCT é bem clara. Paga-se 7h20 de hora-extra se não largou o gráfico 1h28 mais cedo durante os dias da semana em que o sábado foi feriado. A regra aplica-se para todos que compensam tais horas na sua jornada semanal de trabalho habitual. Como os gráficos da SR compensaram na semana em que o sábado foi o feriado de Tiradentes, a empresa deve pagar agora as 7h20 de hora-extra”, fala Leandro Rodrigues, presidente do Sindicato. Para não pagar, era preciso ter largado todos mais cedo.

No começo do mês, Jurandir Franco, diretor do Sindigráficos, acionou o escritório contábil, Veiga e Postal, que é a responsável pelas contas da SR Soluções e de outras gráficas. Ele repassou a regra da convenção.  O escritório não pode questionar a CCT, que tem força de lei trabalhista, reconhecida pelo Ministério do Trabalho, Ministério Público do Trabalho e pela Justiça do Trabalho. Desse modo, ficou de dar uma solução final, depois de conversar com a SR, com base neste direito convencionado.

O Sindigráficos aproveita para chamar a atenção da Veiga Contábil e os demais escritórios de Contabilidade que atendem as gráficas da região: Prestem atenção nos direitos contidos da CCT dos gráficos para depois não elevarem os custos dos seus clientes. O pagamento da hora-extra não seria necessário se tivessem observado a regra da compensação de jornada quando o sábado cai em um feriado, como o de Tiradentes. “Ficaremos no aguardo da solução da Veiga no caso da SR Soluções, sem a necessidade levar ao Ministério ou para Justiça do Trabalho”, diz.