SINDICATO HOMENAGEIA MULHER GRÁFICA APOSENTADA E ALERTA A CATEGORIA PARA O FUTURO DA APOSENTADORIA

Embora Temer e seus deputados federais paulistas tenham concordado em adiar a votação da reforma previdenciária para não atrapalha-los na votação das eleições de outubro, esta medida pode ser restaurada logo após o referido pleito. Para isso, basta que a classe trabalhadora renove o mandado desses políticos através do voto na urna eleitoral. Mas, para impedir o golpe na aposentadoria futura de gráficos e mais profissionais, é preciso votar só em quem é contrário à reforma da Previdência e que quer a revogação da lei da reforma trabalhista, esta que também limita a aposentadoria por várias razões ainda enquanto se está trabalhando. Se alguém discorda que os políticos que apoiam a reforma previdência precisam ser caçados pelo voto do trabalhador, deve conhecer a história  da gráfica Márcia Cristina Padin Caria Moreno, 52 anos com dois filhos. Ela começou a carreira em parque gráfico aos 15 anos. E mesmo após se aposentar, precisa continuar em atividade para sobreviver e cuidar da sua família, mesmo após os 37 anos de labor. Por esta razão, ela é uma das gráficas aposentadas homenageadas pelo Sindicato da classe em Cajamar, Jundiaí, Vinhedo e região (Sindigráficos). Honraria esta pelo Dia Internacional da Mulher, por ser uma mulher símbolo de muita luta.    

E Márcia não é a única. Há muitos gráficos(as) e demais profissionais que precisam complementar sua renda para sobreviver diante do baixo valor da aposentadoria, mesmo depois de uma vida toda de trabalho. “Imagina chegar a uma certa idade em que o emprego é mais escasso por preconceito ou por questão de doença, desempregado, e não poder se aposentar porque a reforma previdenciária elevou sua idade e tempo de contribuição ao INSS para se aposentar (40 anos de contribuição)?, faz o questionamento Valéria Simionatto, que é diretora do Sindigráficos e trabalha na Log&Print, no mesmo lugar da trabalhadora aposentada.

“Márcia ainda conseguiu se aposentar e quantos não conseguirão mais se não prestarem muita atenção em que deputado e senador votarão na eleição de outubro? É preciso aposentar através do voto na urna esses políticos favoráveis à reforma previdenciária e todos os que votaram na reforma trabalhista, a exemplo do deputado federal de Jundiaí, Miguel Haddad (PSDB)!”, orienta os gráficos o diretor sindical Jurandir Franco.

“Essas reformas do governo Temer são palhaçadas. Porque, na prática, farão com que a gente trabalhe e contribua a vida toda para o INSS e não alcance o tempo necessário para garantir a aposentadoria. Assim, não servirá para nada a gente ter laborado e contribuído a vida toda”, critica Márcia. Apesar dela já ter conquistado a sua aposentadoria e de precisar continuar laborando no setor de Acabamento Manual da gráfica  Log&Print,  que fica em Vinhedo, ela preocupa-se com as/os colegas de profissão que ainda não conquistaram tal direito público previdenciário.

Márcia aproveita a homenagem nesta passagem do Dia Internacional da Mulher para destacar o que ela e o conjunto de mulheres trabalhadoras sofrem diante do preconceito e discriminação cultural de gênero no país. “Eu adoro o que faço. Adoro a minha profissional de gráfica, mas existe uma diferença de salário em comparação aos homens, mesmo fazendo a mesma função”, diz. Estudos oficiais e privados mostram que isso é uma realidade para a maioria das funções em todo o território brasileiro.

Apesar disso, assim como quase que todas as mulheres trabalhadoras, Márcia não esconde o sorriso no rosto e enfrenta com alegria os vários  desafios de ser mulher e profissional e aposentada no país. O Sindicato dos Gráficos parabeniza Marcia, e através dela, congratula as mulheres do setor pelo seu dia, celebrado nesta última quinta-feira (8 de março). Marcia iniciou seu trabalho muito jovem no Jornal da Cidade (8 anos), depois seguiu para a gráfica Cunha Matos (mais 8 anos), Junqueira (mais 5 anos), Tecnicópias (mais 3 anos), Ecolor (mais 5 anos), entre outras empresas do ramo. Ela atualmente está trabalhando na Log Print.