Tag Archives: Câmara dos Deputados

Vicentinho apresenta projeto para resguardar o emprego nas indústrias gráficas

Visita-Vicentinho-001

O deputado federal Vicentinho (PT) demonstrou mais uma vez que é um parlamentar preocupado com os interesses dos trabalhadores gráficos. Na última quarta-feira, dia 6, ele apresentou o projeto de lei 7867/14, que estimula a produção nacional de livros e assegura a manutenção e o fomento do emprego nas indústrias gráficas.

O projeto é uma nova versão do projeto de lei (PL 7299/14) que foi mal interpretado por setores do ramo editorial, que acusaram o deputado de restringir a aquisição de publicações gráficas de procedência estrangeira pelos órgãos públicos governamentais.

Ao contrário das argumentações que não condiziam com o verdadeiro propósito do projeto, a proposta visa garantir que livros didáticos adquiridos pelo Poder Público, por meio do Programa Nacional de Livro Didático (PNLD), e similar, bem como a produção e impressão de livros contemplados com o incentivo fiscal da Lei Rouanet, sejam impressos em território nacional. A mesma teve o apoio do Sindicato dos Gráficos de Jundiaí e região para elaboração do conteúdo.

“Em hipótese alguma o projeto impede a importação de livros, nós só estamos exigindo que o Governo invista o dinheiro público no fomento da indústria nacional, para garantir o emprego e estimular a produção nacional de livros”, informa o deputado Vicentinho.

Para o presidente do STIG Jundiaí, Leandro Rodrigues da Silva, se o projeto for aprovado pode garantir a manutenção do emprego e a criação de mais, pois garante a impressão dos livros do Poder Público em território nacional. “Não tem lógica livros didáticos do governo brasileiro serem impressos na China, por exemplo, enquanto podemos fortalecer ainda mais nossa indústria nacional”, afirma.

“Agradeço muito ao Sindicato por ajudar a elaborar este projeto que beneficia muito os interesses dos trabalhadores gráficos no Brasil”, finaliza o deputado.

Vicentinho apresenta o PL do Livro na Câmara

PL DO LIVRO

O deputado federal Vicentinho apresentou nesta terça-feira (25) na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 7299/2014, que visa garantir a confecção de todos os livros do governo brasileiro em território nacional. O Sindicato dos Gráficos de Jundiaí e região participou ativamente na elaboração da ementa, que segue para avaliação da presidência da Câmara dos Deputados.

De acordo com o presidente do STIG Jundiaí, Leandro Rodrigues, a medida visa assegurar o emprego dos trabalhadores gráficos e garantir o desenvolvimento da indústria gráfica nacional.

“Precisamos reverter essa lógica para garantir o emprego dos trabalhadores gráficos. Não podemos permitir que o governo brasileiro autorize imprimir livros didáticos fora do país, principalmente na China onde sabemos que o preço é muito baixo”, afirma Leandro Rodrigues, presidente do Sindicato.

Em audiência na Câmara, CUT volta a cobrar arquivamento do PL 4330 da terceirização

CUT

Para presidente da Central, projeto não garante direitos aos terceirizados e ainda ameaça todos os demais trabalhadores com carteira assinada

Escrito por: Luiz Carvalho

Os poucos ­­­­­trabalhadores que conseguiram ultrapassar um esquema de segurança de dar inveja a qualquer regime ditatorial e tiveram acesso ao plenário da Câmara dos Deputados, cada vez menos a “Casa do Povo”, puderam perceber porque a classe trabalhadora e os juristas são contra e quais razões colocam os empresários a favor do projeto de lei (PL) 4330/2004, que regulamenta a terceirização.

Nesta segunda-feira (18), uma Comissão Geral, espécie de audiência pública, reuniu representantes das centrais sindicais, empresários e parlamentares para discutir o PL que permite a terceirização em todos os setores das empresas e ameaça os direitos de todos os trabalhadores com carteira assinada.

Logo no início da sua intervenção, o presidente da CUT, Vagner Freitas, destacou a dificuldade que os movimentos sociais tiveram para entrar no Congresso e a necessidade de diminuir a distância entre o Legislativo e as ruas. “Se essa é a Casa do Povo, deveria ser permitido aos trabalhadores que lotassem essas galerias e isso só comprova a necessidade de fazermos uma reforma política para que também possamos estar aqui e não apenas os empresários.”

Violência não intimida e CUT volta ao Congresso nesta quarta (4) contra PL da terceirização

Valter Campanato ABr

A Câmara dos Deputados, supostamente, a Casa do Povo, deu uma vergonhosa demonstração de incapacidade para lidar com os movimentos sociais na tarde desta terça-feira (3).

Uma manifestação pacífica da CUT, com cerca de três mil pessoas, foi recebida pelas polícias legislativa, militar e o batalhão de choque com spray de pimenta, arma de choque e cassetetes. Dezenas de trabalhadores foram agredidos e alguns tiveram ferimentos leves.