Tag Archives: Metalúrgicos

Sete mil trabalhadores na Volks aprovam greve contra 800 demissões

Volks

Cerca de 7 mil trabalhadores na Volks, em São Bernardo do Campo (SP), aprovaram durante assembleia realizada nesta terça-feira (6) uma greve por tempo indeterminado em protesto contra a decisão de demitir 800 companheiros. A decisão abrange os 13 mil metalúrgicos dos três turnos na fábrica.

Os trabalhadores souberam de sua demissão por meio de cartas que falavam para não retornarem aos seus postos de trabalho após o fim das férias coletivas, que aconteceu nesta terça (6).

A correspondência começou a ser enviada pela empresa dia 30 de dezembro e já chegou a 800 funcionários. Além deles, a ameaça de demissão existe para outros 1300 trabalhadores, já que a Volks anunciou publicamente sua avaliação de que existem 2100 excedentes na fábrica do ABC.

Movimento intersindical declara greve geral em Jundiaí dia 11

SAM_0544

Manifestação em defesa da democracia e dos direitos dos trabalhadores deve mobilizar mais de 5 mil trabalhadores do Distrito Industrial e afetar coleta e transporte

O movimento intersindical de Jundiaí e região confirmou na manhã desta sexta-feira, dia 5, a participação da categoria no Dia Nacional de Luta marcada para ocorrer quinta-feira, dia 11, com uma paralisação geral dos trabalhadores do Distrito Industrial. A mobilização também será aderida pelos comércios, metalúrgicos, bancários, gráficos, e afetará serviços públicos como coleta de lixo e ônibus urbano.

O Dia Nacional de Luta está sendo organizado pelas centrais sindicais e irá ocorrer simultaneamente nas principais capitais do Brasil. Em Jundiaí, a concentração está marcada às 4 horas da madrugada na avenida das Indústrias, no Distrito Industrial. Lá irá ocorrer uma assembleia com os trabalhadores das empresas e depois uma grande marcha até o centro da cidade pela rodovia Anhanguera.

“Nossa expectativa é mobilizar mais de 5 mil trabalhadores do Distrito Industrial e no decorrer do dia contar com a adesão de mais pessoas. Nosso objetivo é realizar uma manifestação pacífica cobrando a pauta nacional da classe trabalhadora”, afirma José Vitor Machado, diretor da CUT (Central Única dos Trabalhadores)Estadual.