UM POUCO DE HISTÓRIA DO DIA DO GRÁFICO

Um-pouco-da-historia-do-sete-de-fevereiro-o-dia-do-grafico

Este Dia nasceu devido à histórica greve da classe em 1923, liderada por João da Costa Pimenta, conquistando inéditos direitos no Brasil. Os trabalhadores gráficos sempre foram reconhecidos por sua unidade, organização e combatividade. Não é pra menos, porque a essência do seu trabalho advém da área da comunicação. Os gráficos são a primeira categoria profissional urbana organizada no país, desde quando o Brasil ainda era governado pela Monarquia portuguesa, o que não os impediu de promover a primeira grande greve da história nacional, em janeiro do ano de 1858, a qual ficou conhecida como “A Greve dos Tipógrafos”.

Um-pouco-da-historia-do-sete-de-fevereiro-o-dia-do-graficoFoi no meio do século XIX com a vinda do império, que surgiu a primeira gráfica do Brasil, e com ela o inicio da exploração dos trabalhadores. Este momento histórico também foi marcado pelo surgimento das primeiras lutas operarias já registradas. E os gráficos muito contribuíram para a organização dos trabalhadores da classe e de outras categorias.

Vale salientar que os primeiros gráficos no país eram da Europa. E eles traziam na bagagem as técnicas das artes gráficas, mas carregavam também formação política. Acumulavam inclusive experiências de lutas e enfrentamentos anteriores em defesa de direitos em favor do operário, enquanto o Brasil ainda convivia com o trabalho escravista. A influência desses gráficos junto aos outros e junto aos demais trabalhadores foi fundamental para contribuir na evolução de um pensamento operário mais desenvolvido no tocante ao pensamento coletivo sobre o indivíduo.

Desde então e até o processo de evolução da industrialização nacional do país, já no século seguinte, os gráficos participaram efetivamente da construção das primeiras organizações operarias no pais. A categoria contribui ativamente na elaboração de jornais e panfletos operários, os quais se contrapunham aos jornais das elites, colocando em discussão temas de interesse dos trabalhadores.

Os trabalhadores gráficos realizaram lutas históricas, como por exemplo, a grandiosa greve de fevereiro 1923. Este movimento foi responsável por uma das principais conquistas da história da luta dos trabalhadores. Apesar de serem uma das primeiras categorias organizadas no Brasil, como vimos ainda no Brasil Imperial, foi com esta greve que o gráficos conquistaram o direito a se organizarem politicamente através de sua associação de classe, com a União dos Trabalhadores Gráficos –  um  dos primeiros órgãos de trabalhadores reconhecidos pelos empresários.