PESQUISA DE UM TRABALHADOR SOBRE O PREÇO DA CESTA BÁSICA É USADA NA GRÁFICA STELLA PARA CORREÇÃO DO VALE-ALIMENTAÇÃO

O holerite dos gráficos da Stella (em Caieiras) veio com R$ 220 a mais neste mês. O valor depositado para todos corresponde ao direito deles a um vale-alimentação suficiente para se comprar no supermercado todos itens da cesta básica da convenção coletiva de trabalho, conquistada pelo Sindicato em setembro/2021 e com validade até agosto deste ano. A atualização do vale-alimentação pela empresa aconteceu depois da pesquisa realizada pelo sindicalista e trabalhador da Stella, Carlos Martins.

Na pesquisa feita, a carestia ficou evidente. O valor médio da cesta básica da categoria subiu para R$ 190,50, na região de Caieiras, segundo os preços cobrados nos Supermercados Dia, Ricoy e no Federzoni. “Na Stella, por sua vez, apesar do último reajuste do vale-alimentação há uns quatro meses, o valor já estava defasado, era de R$ 160. Por isso fiz a pesquisa e oriento que todo gráfico faça isso e procure logo ajuda do sindicato”, diz Carlos.

A iniciativa de Carlos, que contou com total apoio do Sindigráficos, já surtiu resultado positivo a todos os trabalhadores da Stella. “O dono da empresa não só confirmou o novo valor para R$ 190, como pagou uma certa diferença pela defasagem dos últimos meses. Eis o motivo dele ter pago, agora em junho, o valor de R$ 220”, diz Leandro Rodrigues, que é presidente do Sindicato da classe.

O dirigente sindical parabeniza Carlos pela atitude em busca da melhoria da categoria na gráfica, bem como a maioria dos gráficos do local que já está sindicalizado. Ele também congratula o dono da Stella pela sensibilidade e cumprimento da regra da convenção quando define que o vale tem que ser do valor correspondente ao somatório do preço dos itens da cesta básica.