REPRESENTANTES SINDICAIS DOS TRABALHADORES VOLTARÃO A TER VOZ NAS POLÍTICAS PÚBLICAS DO TRABALHO NO BRASIL

A inclusão das lideranças marca a retomada da interlocução do governo federal com as centrais sindicais. Os laços ficaram rompidos durante todo o desgoverno atual. O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, anunciou nesta quarta-feira (16) a formação do grupo de transição do governo Lula para o Trabalho. Quatro representantes sindicais da classe trabalhadora estão no grupo: Sérgio Nobre, presidente nacional da CUT, Miguel Torres, presidente da Força Sindical, Ricardo Patah, presidente da UGT, e Adilson Araújo, presidente da CTB. LEIA MAIS

FONTE: Com informações do Metrópole