SINDICATO INICIA DEBATE JURÍDICO COM PMG ETIQUETAS E POLÍTICO COM SEUS TRABALHADORES PELA DEFESA DOS DIREITOS DO GRÁFICO

Blitz do Sindigraficos em Amparo/SP descobriu a existência da empresa PMG Etiquetas que trabalha na área gráfica de flexografia, mas ainda não está enquadrada como uma gráfica. Já são quase nove anos atuando na região com etiquetas de resina em bobinas ou cortadas, sem ter feito o enquadramento sindical correto. O Sindigraficos foi até o local e lá solicitou a adequação. Na verdade, só descobriu devido à visita na região.

“Os próprios trabalhadores podem e devem informar ao Sindigraficos se a empresa atua com impressão, pré-impressão e/ou acabamento gráfico, em qualquer tipo de material, usando qualquer tecnologia. Trata-se de uma gráfica. E assim os trabalhadores têm direitos especiais contidos na Convenção Coletiva de Trabalho da categoria. São mais de 80 direitos superiores à CLT”, diz Leandro Rodrigues, presidente do Sindigraficos.

Portanto, o trabalhador atuando em empresas desse ramo deve dizer ao Sindigraficos para formalizar a solicitação do enquadramento certo. Enquanto isso não ocorre, é o próprio empregado que deixa de receber, na maior parte dos casos, salário bem maior, assim como os direitos. Todo gráfico, por exemplo, tem direito a PLR, cesta básica e etc. Em janeiro próximo, o menor piso salarial da categoria já ultrapassará R$ 2 mil. Juntos Somos Fortes. Sindicalize-se!